EnglishPortugueseSpanish
Av. Nossa Senhora das graças, 1315
Serraria - Diadema - SP - 09980-000
Escolha uma Página

Blog

Comissão Interna de Prevenção de Acidentes: por que a CIPA é tão importante?

Prevenir acidentes e doenças ocupacionais é obrigação das empresas para com seus colaboradores. Para isso existe a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, mais conhecida como CIPA.

No entanto, até hoje muita gente ainda tem dúvidas sobre o que é e qual sua função dentro de uma empresa. Por isso, explicaremos a você quais são as atribuições da CIPA, como funciona sua organização, quem deve compor este time e muito mais. Leia!

O que é a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes?

A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) é uma instituição dentro das empresas criada em 1944 ainda no governo Getúlio Vargas. Ela é formada por empregados e empregadores.

Em 1978 foi promulgada a Portaria nº 3.214, da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) que aprovou e expediu 28 novas Normas Regulamentadoras (NRs), dentre elas a da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, identificada pelo código NR-5.

A NR-5 promove a saúde dos trabalhadores e garante a segurança durante a jornada de trabalho. Além disso, tem a missão de investigar acidentes nos postos de trabalho. 

A CIPA é uma exigência legal para todas as empresas acima de 20 funcionários. De acordo com a NR-5, a quantidade de integrantes da CIPA depende do número de empregados em funções consideradas de risco.

É obrigatório que haja um presidente, um vice-presidente e um secretário na comissão. Depois da CIPA estabelecida, toda a documentação é enviada para o Ministério do Trabalho e a comissão é registrada.

Para saber qual o risco da atividade é preciso consultar a CNAE (Classificação Nacional de Atividade Econômica).

Qual a importância da CIPA?

De acordo com o Ministério Público do Trabalho, uma pessoa morre a cada 3 horas e 40 minutos no Brasil por acidente de trabalho. Já a Previdência Social afirma que mais de 200 mil benefícios foram concedidos a trabalhadores afastados por causa de doenças laborais em 2018.

Dentro desse contexto, a implantação da CIPA passa a ser fundamental no processo de conscientização e auxílio à promoção da saúde e segurança no ambiente de trabalho.

Qual o objetivo da CIPA?

Evitar que os funcionários de uma empresa exerçam tarefas que possam levar risco e causar acidentes. Para isso, a comissão realiza diferentes atividades e ações.

Atribuições da CIPA

Seguindo a NR 5, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes deve:

  • Realizar reuniões mensais durante o expediente;
  • Debater sobre o funcionamento da comissão;
  • Analisar dados das inspeções;
  • Analisar acidentes ocupacionais;
  • Avaliar denúncias de risco;
  • Expor condições de risco;
  • Promover treinamentos para estimular a prevenção de acidentes;
  • Promover a Semana Interna de Prevenção de Acidentes;
  • Solicitar medidas contra os riscos identificados.

Além disso, a CIPA deve propor melhorias voltadas às medidas preventivas, além de estabelecer o Plano Estratégico. Ele deve ser feito em conjunto com o SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho).

Funcionamento

A CIPA deve ter reuniões ordinárias mensais. Esses encontros devem ser realizados durante o expediente e em local apropriado. As reuniões da CIPA precisam ter atas assinadas pelos participantes presentes com encaminhamento de cópias para todos os membros. As atas precisam ficar à disposição dos AITs (Agentes da Inspeção do Trabalho).

Benefícios da CIPA

  • Treinamento: aumenta o conhecimento dos funcionários quanto às boas práticas de segurança no ambiente de trabalho.
  • Reduz punições: cumprindo-se a NR 5, a empresa evita receber multas por acidentes.
  • Aumenta a fiscalização: os riscos à vida do trabalho são menores devido à rigidez da legislação.
  • Melhora a harmonia organizacional: com mais segurança garantida na lei, os colaboradores sentem-se mais felizes no ambiente de trabalho.
  • Reduz custos: as empresas deixam de comprometer ganhos em indenizações.

Como pode perceber, a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes é indispensável. Se você ainda não implantou a CIPA em sua empresa é hora de rever os processos organizacionais e promover ações que possam garantir o bem-estar de seus colaboradores.

Leia também: O que é higiene ocupacional? 3 dicas para colocar em prática

Share This